Deus vê!
by Ingrid Rodrigues in


As vezes deixamos de fazer algo, porque certa vez não fomos reconhecidos por algum feito, ou não fazemos porque achamos que ninguém irá saber , ninguém irá ver, ninguém irá agradecer, ou até mesmo fazemos algo justamente pelo fato de que ninguém estará nos olhando, criticando e pensamos que estamos fazendo escondido.
Mas não estamos, Deus tudo vê.
Esforçamo-nos tanto por algo que não fomos reconhecidos, até chegar ao ponto de desistirmos. Mas não temos que desistir, temos que fazer com excelência, principalmente quando é para o Senhor.
Por algumas achamos até um incomodo saber que nosso Deus é um Deus que tudo vê! Preferimos esconder nossos erros e falhas deixado da toalha - em qualquer lugar fora de vista. Podemos até esconder das outras pessoas, mas não conseguiremos esconder do olhar de Deus.

"Os olhos do SENHOR estão em toda parte,
observando atentamente os maus e os bons."
(Provérbios 15:3)



Mas tem coisas que nos alegram em saber que Deus está vendo, e ficamos agradecidos, por ele ver: Os problemas que enfrentamos e que ninguém compreende - Deus vê. A dor que sentimos - Deus vê. As nossas frustrações. Deus vê. O que fazemos e que ninguém nos agradecem. - Deus vê.
- Deus sempre vê!

Carry my cross.
by Ingrid Rodrigues in

Nada faz sentido se Jesus não está em primeiro lugar !



Porque ele nos amou de tal forma, que morreu na cruz para nos livrar de nossos pecados!


Não foi eu!
by Ingrid Rodrigues in


Leia Gênesis 3.1-13: " O Senhor Deus perguntou então à mulher: ' Que foi que você fez?'" (v.13).
" O que acontece?" perguntou Deus . "Você comeu das árvore que eu queria que não fosse tocada?"
" Sim, mas foi ideia dessa mulher", disse Adão.
" Não foi culpa minha", disse Eva. " Essa serpente ardilosa me enganou."


Adão jogou a culpa em Eva que culpou a serpente. Coisa que não mudou muito nos dias de hoje. A brincadeira de "batata quente" ainda continua, e no final ninguém gosta de sair queimado. Não arcamos com nossas responsabilidades, e no final não damos conta do castigo. Falhamos em aceitar as responsabilidades perante Deus pelos nossos próprios sentimentos, pensamentos e comportamentos.
Cada um de nós tem uma escolha. Podemos escolher e aceitar as coisas que não podemos mudar, e aprender a agir nas coisas que podemos mudar. E ganhar respeito próprio quando decidimos deixar de acusar os outros pelos nossos dilemas e começamos a assumir a responsabilidade de nossas próprias escolhas.
Ou então vamos começar a aprender a fazer as escolhas certas.

Uma qualidade luminosa.
by Ingrid Rodrigues in


Às vezes só de pensar no Jardim do Éden me dá uma dor no peito. Fico imaginando a qualidade pura e luminosa de vida que havia lá e que não sabemos como escapou-nos pelos dedos.
Imagine só. Não havia nada como o que começar. Nada. E então Deus abriu a sua boca e falou e, quando ele fez, tudo começou a tomar forma. Ele usou suas palavras para fazer um mundo! Ele convocou forças da simetria, da beleza e de grande poder. Ele estabeleceu limites de ordem, equilíbrio e proporções.
Com a exatidão de um mestre relojoeiro, ele colocou em movimento os pêndulos e as engrenagens de uma criação perfeita. E então, vendo a beleza de seu próprio artesanato, ele proclamou com satisfação: " Bom. Bom". E " Muito bom".
Luz, treva, céu, terra, água, ventos e marés; plantas, árvores, sol, luz, estrelas e planetas. E animais - voadores, planadores, nadadores, saltitantes, rastejantes, galopantes. Todas as coisas em sua vastidão imensa foi ele quem criou.
Então finalmente criou os seres humanos, ambos, macho e fêmea - sua glória resplandecente, os quais ele designou responsáveis por tudo.

Versículo: Gênesis 1.27
Passagem: Gênesis 1.27-31

Autora: Claire Cloninger

>